Ultimas

Post Top Ads


26 de julho de 2020

Polícia Militar interrompe festa e leva 63 para a delegacia no RN

Polícia Militar interrompe festa e leva 63 para a delegacia no RN


A Polícia Militar do Rio Grande do Norte interrompeu uma festa irregular e levou 63 pessoas para a delegacia, na madrugada de hoje, na cidade de Santa Cruz. O grupo descumpriu decretos do governo estadual que proíbem aglomeração por causa da pandemia do novo coronavírus. 

Os 63 detidos vão responder por propagação de doença contagiosa e devem ser multados em R$ 50, cada um, por não respeitarem o isolamento social. A polícia também apreendeu arma, drogas e um paredão de som. 

A suspeita é que o evento irregular estava sendo realizado por uma facção criminosa que atua no Rio Grande do Norte, segundo informou a Polícia Civil. 

O Rio Grande do Norte registra 47.061 casos de covid-19 e 1.678 mortes, segundo o último boletim epidemiológico, divulgado na tarde de hoje. Há 58.503 casos de pessoas com suspeita da doença e 22.901 recuperados. O boletim indica ainda que 66,67% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva e 54,24% dos leitos clínicos estão ocupados.

Apreensão de arma e maconha 

A polícia chegou até a festa depois de receber denúncias anônimas. No local, os policiais apreenderam porções de maconha, cocaína e loló , além de um revólver calibre 38, um paredão de som e 39 aparelhos de telefone celular. Três carros e onze motocicletas também foram apreendidos por apresentarem irregularidades. 

As 63 pessoas foram liberadas depois da lavratura do TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência). A polícia informou que nenhum dos detentos assumiu o porte da arma de fogo apreendida pela polícia. 

Segundo a Polícia Civil, o grupo deve ser indiciado por crime de ordem pública. Em caso de condenação, a pena varia de um mês a um ano, além da multa.

O tenente-coronel da Polícia Militar, Eduardo Franco, disse que a polícia está "trabalhando de forma incessante para dar cumprimento ao decreto governamental" que proíbe eventos com mais de 20 pessoas. 

Balanço da Polícia Militar indica que 23 festas ilegais foram coibidas desde o primeiro decreto de isolamento social no Rio Grande do Norte, por causa da pandemia do novo coronavírus. Já a Polícia Civil contabilizou a lavratura de 11 TCOs no mesmo período. O número total de pessoas detidas por participarem destas festas ilegais não foi informado.

Aliny Gama/ UOL


Nenhum comentário:

Seguidores