Icém Caraúbas Coreia do Norte faz novos disparos no Mar do Japão, dizem militares sul-coreanos - Icém Caraúbas Coreia do Norte faz novos disparos no Mar do Japão, dizem militares sul-coreanos - Icém Caraúbas

Ultimas

Post Top Ads








25 de março de 2021

Coreia do Norte faz novos disparos no Mar do Japão, dizem militares sul-coreanos

Coreia do Norte faz novos disparos no Mar do Japão, dizem militares sul-coreanos
O líder norte-coreano Kim Jong-un acena em desfile para celebrar o oitavo Congresso do Partido dos Trabalhadores em Pyongyang, na Coreia do Norte, em 14 de janeiro — Foto: KCNA via Reuters



A Coreia do Norte disparou um projétil no mar nesta quinta-feira (25) (horário local), informaram militares da Coreia do Sul. No momento, não foram dados mais detalhes sobre o tipo de artefato ou a quantos foram disparados.


A notícia vem dias depois de representantes dos Estados Unidos relatarem um lançamento com míssil não balístico de curto alcance pelo regime de Kim Jong-un, que teria sido o primeiro no governo de Joe Biden na Casa Branca.


Esses novos lançamentos parecem ser uma tentativa de advertência após a visita do secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, e do secretário de Defesa, Lloyd Austin, à região para analisar a aliança e a segurança, diante do que se considera uma ameaça da Coreia do Norte.

Equipamento militar é visto em desfile para celebrar o oitavo Congresso do Partido dos Trabalhadores em Pyongyang, na Coreia do Norte, em 14 de janeiro — Foto: KCNA via Reuters


O Conselho de Segurança da ONU, por meio de suas resoluções, proibiu a Coreia do Norte de desenvolver mísseis balísticos — o país possui armamento nuclear.


Porém, sob a liderança de Kim Jong-un, o governo norte-coreano desenvolveu a tecnologia e testou mísseis capazes de atingir o território continental dos Estados Unidos em 2017, ano em que a relação entre os dois países se deteriorou.


A aproximação ensaiada entre EUA e Coreia do Norte no governo de Donald Trump em 2018 acabou se estagnando no ano seguinte, após as duas partes não conseguirem dar seguimento a um acordo.


No início deste ano, dias antes da posse de Biden, o regime norte-coreano exibiu armas em um grande desfile militar na capital Pyongyang.


O regime norte-coreano disse na semana passada que vai ignorar qualquer tentativa de contato feita pelos Estados Unidos enquanto Washington não abandonar o que chamou de "política hostil". E a irmã de Kim Jong-un, Kim Yo-jong, também advertiu os EUA a não "espalharem cheiro de pólvora" na Península Coreana.


G1

Nenhum comentário:

Seguidores