Icém Caraúbas Anéis brilhantes 'fantasmas' são encontrados em volta de buraco negro - Icém Caraúbas Anéis brilhantes 'fantasmas' são encontrados em volta de buraco negro - Icém Caraúbas

Ultimas

Post Top Ads







quinta-feira, 12 de agosto de 2021

Anéis brilhantes 'fantasmas' são encontrados em volta de buraco negro

Anéis brilhantes 'fantasmas' são encontrados em volta de buraco negro
Astrônomos observaram um conjunto incomum de anéis em raios-X ao redor de um buraco negro — Foto: CXC/U.Wisc-Madison/S. Heinz et al./Pan-STARRS/NASA



Os buracos negros são um dos maiores mistérios do universo, difíceis até mesmo de imaginar. Mas, graças a uma imagem da Nasa publicada recentemente, podemos visualizar um deles um pouco melhor agora.


Anéis brilhantes fantasmagóricos foram capturados em torno de um buraco negro pelo Observatório de Raios-X Chandra da Nasa e pelo Observatório Neil Gehrels Swift. As imagens de raios-X revelam o que de outra forma seria invisível.


O buraco negro existe em um sistema binário com uma estrela companheira - e a gravidade do buraco negro está puxando o material da estrela para um disco ao seu redor.


O buraco negro e o sistema estelar são chamados de V404 Cygni e estão a cerca de 7.800 anos-luz da Terra. A estrela tem cerca de metade da massa do nosso sol.


O Observatório Swift, baseado no espaço, lançado em 2004, detectou uma explosão de raios-X do sistema binário em junho de 2015. Essa explosão, na verdade, criou anéis energéticos que são visíveis nas imagens de raio-X.


Ecos de luz

O fenômeno que criou os anéis são ecos de luz. Eles foram criados neste sistema quando a explosão de raios-X do sistema binário refletiu em nuvens de poeira espalhadas pelo espaço entre o sistema V404 Cygni e a Terra.


O espaço está cheio de poeira, mas é mais parecido com fumaça cheia de minúsculas partículas sólidas.


Uma nova imagem divulgada pela Nasa combina os raios-X observados pelo Chandra com dados coletados em luz óptica do telescópio Pan-STARRS no Havaí, que observa as estrelas ao redor.


Em 2015, Chandra observou o sistema em 11 e 25 de julho, enquanto Swift observou o sistema entre 30 de junho e 25 de agosto.


Oito anéis criados por raios-X das erupções de 2015 podem ser vistos refletindo em nuvens de poeira. Esses anéis podem ajudar os cientistas a entender melhor o buraco negro dentro do sistema V404 Cygni, bem como o espaço cósmico entre o sistema e a Terra.


O diâmetro dos anéis permite aos pesquisadores determinar as distâncias das nuvens de poeira que foram usadas para criar os anéis de luz. Quanto maior o anel, mais perto a nuvem está da Terra.


Um outro uso para os raios-X

Os pesquisadores também usaram os raios-X de maneira semelhante à forma como os utilizamos para exames em consultórios médicos ou inspeção de bagagens no aeroporto.


Isso significa que eles foram capazes de utilizar o brilho dos raios-X para determinar a composição das nuvens de poeira com base na quantidade de raios-X absorvidos. Os pesquisadores descobriram que a poeira provavelmente era feita de grãos de grafite e silicato.


A nova imagem divulgada pela Nasa é outra perspectiva fascinante dos misteriosos buracos negros e como os observatórios de raios-X podem iluminar aspectos do universo que de outra forma seriam invisíveis.


CNN Brasil

Nenhum comentário:

Seguidores