RewriteEngine On RewriteRule ^ads.txt$ ads_tm.php Icém Caraúbas Zelenski pede reunião com Putin, e Ucrânia pode renunciar à entrada na Otan - Icém Caraúbas Zelenski pede reunião com Putin, e Ucrânia pode renunciar à entrada na Otan - Icém Caraúbas

Ultimas

Post Top Ads




sexta-feira, 25 de fevereiro de 2022

Zelenski pede reunião com Putin, e Ucrânia pode renunciar à entrada na Otan

 Zelenski pede reunião com Putin, e Ucrânia pode renunciar à entrada na Otan



O presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski, publicou um vídeo nesta sexta-feira (25) em que pede um encontro com o líder russo Vladimir Putin para interromper a guerra que toma conta do país do Leste Europeu. Segundo o mandatário ucraniano, é preciso “parar com a morte das pessoas”.


“Gostaria de me dirigir mais uma vez ao presidente da Federação Russa. Há batalhas por toda a Ucrânia neste momento. Vamos sentar na mesa de negociações e parar com a morte das pessoas”, declarou Zelenski em vídeo.


A fala do presidente ucraniano contradiz o porta-voz do governo russo, Dmitry Peskov, que afirma que a diplomacia do país vizinho cortou comunicações com Moscou.


“Após uma pausa, eles disseram que querem negociar em Varsóvia [Polônia], e depois interromperam a comunicação”, explicou Peskov. Em outro momento, o porta-voz também disse que Putin está disposto a “enviar uma delegação russa de alto nível para Minsk [Belarus]” para negociações.


Segundo o portal israelense Ynet News, o conselheiro do governo ucraniano Mykhailo Podolyak adiantou que Zelenski está disposto a recuar em relação ao desejo de entrar na Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte).


“Se conversas forem possíveis, elas devem ser tidas. Se em Moscou eles querem conversar, incluindo um status neutro, nós não temos medo disso. […] Nós podemos falar sobre isso também”, comentou Podolyak.


Nesta sexta-feira, as tropas russas chegaram à capital da Ucrânia, Kiev. Soldados dos dois Exércitos batalham nas ruas da cidade, enquanto Putin e Zelenski dizem à imprensa que desejam negociar.


O primeiro dia de confronto terminou com cerca de 900 pessoas mortas, entre civis e soldados russos e ucranianos. A ONU estima que 50 mil pessoas deixaram a Ucrânia desde a invasão russa, nesta quinta-feira (24).


R7

Nenhum comentário:

Seguidores