Icém Caraúbas Operação de revista é realizada nas Unidades Prisionais do RN; entre elas, a de Caraúbas - Icém Caraúbas Operação de revista é realizada nas Unidades Prisionais do RN; entre elas, a de Caraúbas - Icém Caraúbas

Ultimas

Post Top Ads




sexta-feira, 15 de abril de 2022

Operação de revista é realizada nas Unidades Prisionais do RN; entre elas, a de Caraúbas

Operação de revista é realizada nas Unidades Prisionais do RN; entre elas, a de Caraúbas

Operação de revista é realizada nas Unidades Prisionais do RN; entre elas, a de Caraúbas


A Secretaria da Administração Penitenciária (SEAP), dando continuidade às ações de segurança nas unidades prisionais do Estado, deu início a "Operação Semana Santa", com o objetivo de reforçar as revistas dos presos e da infraestrutura das carceragens de 17 estabelecimentos prisionais. Além do "pente fino", a SEAP determinou que o   patrulhamento nas áreas externas seja ampliado.  A ação conta com a participação de policiais penais de plantão, dos grupos especializados e do reforço através do implemento da diária operacional. O sistema prisional do RN tem 11.765 nos regimes aberto, semiaberto e fechado. 


Um a um, os internos são retirados das celas em direção ao pátio e passam por uma revista pessoal.  Após a vistoria e, com as celas vazias, é realizada a revista estrutural de forma detalhada e minuciosa. Os servidores tentam identificar qualquer violação na estrutura física das celas à procura de objetos que possam ser usados em fugas ou princípios de rebeliões e motins. Para isso, eles verificam paredes, teto, piso, colchões, roupas, grades, cadeados, objetos de uso pessoal e até pias e vasos sanitários. Eles utilizam raquetes para detecção de metais e cães farejadores. 


A operação acontece na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta; Penitenciária Rogério Coutinho Madruga, em Nísia Floresta; Penitenciária Estadual de Parnamirim; Cadeia Pública de Natal; Penitenciária João Chaves Masculino e Feminino, em Natal; Centro de Detenção Provisório Feminino de Parnamirim; Cadeia Pública de Nova Cruz; Cadeia Pública Dinorá Simas, em Ceará-Mirim; Penitenciária Agrícola Doutor Mário Negócio, em Mossoró; Penitenciária Feminina de Mossoró; Cadeia Pública de Mossoró; Centro de Detenção Provisório de Apodi; Centro de Detenção Provisório de Caraúbas; Penitenciária Regional de Pau dos Ferros; Unidade Psiquiátrica de Custódia e Tratamento, em Natal; e Penitenciária Estadual do Seridó, em Caicó. 


Nada de ilegal foi localizado nas celas, confirmando que as revistas diárias feitas pelos servidores das unidades e o uso de novas tecnologias, como o scanner corporal, tem sido eficientes para garantir a segurança. Os presídios do RN estão adaptados a resolução do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP) de retirada de tomadas do interior de celas. A Resolução nº 16 de 10 de junho de 2021 foi publicada em 23 de junho de 2021, no Diário Oficial da União, para evitar que os presos possam carregar aparelhos eletrônicos. 



2a2


SEAP

Nenhum comentário:

Seguidores