Advogada e cliente suspeito de matar vaqueiro são executados ao sair de delegacia no interior do RN; veja vídeo

Advogada e cliente suspeito de matar vaqueiro são executados ao sair de delegacia no interior do RN; veja vídeo


Homem suspeito de matar o vaqueiro Vitor Costa na madrugado do último domingo (28), foi morto junto com sua advogada na tarde desta terça-feira (30), por volta das 15h40, no centro da cidade de Santo Antônio do Salto da Onça, na região Agreste do Rio Grande do Norte.

Veja Vídeo

De acordo com as primeiras informações, o suspeito de matar o vaqueiro João Victor Bento da Costa, identificado como Janielson Nunes de Lima, de 25 anos, conhecido como “Gordinho da Batata”, tinha acabado de prestar esclarecimentos na delegacia de Polícia Civil da cidade, e por não haver mandado de prisão, nem flagrante, ele acabou liberado e 
quando saía com sua advogada identificada como Brenda dos Santos Oliveira, 26 anos, foram surpreendidos por pelo menos quatro criminosos que chegaram, interceptaram o veículo, ordenaram que a advogada parasse e logo após, veio a sequência de disparos, momento em que a magistrada, Brenda Oliveira, perdeu o controle da direção do veículo e bateu em um ônibus que estava estacionado em uma borracharia.

Os dois morreram na hora, antes que o socorro chegasse. Os atiradores, após o duplo homicídio, fugiram com destino ignorado em duas motos. A cidade ficou abalada com o crime. No momento do atentado, diversas pessoas foram para a frente da delegacia, muito choro e comoção tomou de conta de muitos amigos e familiares da advogada Brenda Oliveira, que era bastante querida na cidade. A Polícia Militar foi acionada e realizou o isolamento para preservar a área do crime.

Peritos do Instituto de Criminalística foram acionados para o local onde irão realizar os primeiros levantamentos nos corpos. Após ser periciados, os cadáveres serão conduzidos por uma equipe do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) para a sede do órgão no bairro da Ribeira em Natal, onde serão submetidos à necropsia antes de serem liberados para sepultamento.

O caso será investigado pela Divisão Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa- DHPP, onde perícias serão solicitadas para identificar a autoria dos crimes e esclarecer o fato.





Vitor Costa, o vaqueiro, foi morto a tiros na madrugada do último domingo (28). (Foto: Reprodução/Redes sociais)



0 Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem