Ultimas

Post Top Ads


12 de junho de 2020

Foragidas da Justiça pelo sequestro do empresário "Popó" em Mossoró, são presas em Sergipe



Orlandina Torres Carneiro, de 41 anos e Antônia Berenice Damasceno Lima de 44 anos, foragidas da Justiça do Rio Grande do Norte pelo sequestro do empresárioPorcino Fernandes da Costa Segundo. "Popó", foram presas pela Polícia Civil no município de Itabaiana (SE) na tarde desta quinta-feira (11). Elas moravam no município sergipano há mais de um ano e vendiam doces.

Segundo a polícia, a ficha criminal de ambas é extensa e também inclui roubos. Elas possuem passagens pela polícia nos estados do Ceará e Rio Grande do Norte.

Uma delas era suplente de vereadora em Cratéus, no Ceará, quando participou do sequestro de um empresário há 12 anos. Na época, ela se candidatou e foi a terceira colocada em seu partido, o PSDB, tendo 688 votos. Antes, ela já tinha sido presa pela Polícia Federal em 2010. Ela também já foi presa também por estelionato.

Já a outra foi presa no dia 19 de outubro de 2012 na cidade de Novo Oriente, interior do Ceará. No sequestro, ela foi chamada para cozinhar na casa que serviu como cativeiro para a quadrilha e aceitou a proposta.

As mulheres estão presas e à disposição da Justiça e serão reconduzidas ao Rio Grande do Norte para cumprimento da pena.

As prisões foram realizadas por equipes da Delegacia Regional de Itabaiana e do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), com acompanhamento e repasse de informações da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol).

Empresário, Porcino Fernandes da Costa Segundo. "Popó"

O sequestro

De acordo com a Polícia Militar do RN, o sequestro entrou para a história potiguar como o mais duradouro. O empresário de 19 anos havia sido levado em um parque de vaquejadas na cidade de Ceará-Mirim, na Grande Natal no dia 17 de junho. Ele foi encontrado no dia 24 de julho, 37 dias depois, quando policiais estouraram o cativeiro onde a vítima estava. Houve troca de tiros e um dos sequestradores morreu. Outros três homens foram presos. O empresário não sofreu danos físicos.

Por G1 SE


Nenhum comentário:

Seguidores