Icém Caraúbas Homem mata ex-companheira e atira em três familiares dela no interior do RN; criança de 3 anos está entre vítimas - Icém Caraúbas Homem mata ex-companheira e atira em três familiares dela no interior do RN; criança de 3 anos está entre vítimas - Icém Caraúbas

Ultimas

Post Top Ads








sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

Homem mata ex-companheira e atira em três familiares dela no interior do RN; criança de 3 anos está entre vítimas

 Homem mata ex-companheira e atira em três familiares dela no interior do RN; criança de 3 anos está entre vítimas




Um homem matou a ex-companheira com tiros de arma de fogo e ainda atirou contra os pais e uma sobrinha dela - uma criança de 3 anos de idade. Segundo a polícia, o crime aconteceu por volta das 9h30 da manhã desta sexta-feira (29) no município de Montanhas, na região do Litoral Sul potiguar.


As vítimas foram socorridas, mas Vânia Ribeiro da Silva, de 17 anos, não resistiu e morreu. Os outros feridos - o pai, a mãe e a sobrinha dela - foram levados ao Hospital Walfredo Gurgel em Natal.


Na unidade de saúde, a mãe de Vânia, Maria Lúcia Ribeiro, de 55 anos, afirmou à Inter TV Cabugi que a filha chamou o homem à casa da família para conversarem.


De acordo com a mulher, o casal teria terminado o relacionamento, mas a jovem queria que ele repassasse para ela parte dos bens a que teria direito.


Durante a conversa, porém, o homem sacou uma arma, atirou na ex-companheira e, em seguida, nos ex-sogros e na criança de 3 anos de idade. Ele fugiu após o crime.


"Ele deu o primeiro tiro e ela disse 'Não faça isso comigo, não'. Ai ele atirou de novo. Quando eu sai, recebi um tiro. Meu marido estava na área, foi entrando e ele também atirou, acertou no ombro. A menina disse para ele não fazer isso com o avô e ele atirou nela também", relatou.


Policiais começaram buscas na região, mas o suspeito não foi preso até a publicação desta matéria.


"Minha filha caçula morreu. Acabou-se um pedaço da minha vida, acabou-se minha vida para sempre. Eu tenho mais filhos, mas eu queria minha filha viva. Espero justiça", afirmou a mãe, emocionada.


Por Inter TV Cabugi 

Nenhum comentário:

Seguidores