Icém Caraúbas Caraubense considerado um dos maiores assaltantes de banco do país é preso pela Polícia Civil em Aracaju, SE - Icém Caraúbas Caraubense considerado um dos maiores assaltantes de banco do país é preso pela Polícia Civil em Aracaju, SE - Icém Caraúbas

Ultimas

Post Top Ads








12 de março de 2021

Caraubense considerado um dos maiores assaltantes de banco do país é preso pela Polícia Civil em Aracaju, SE

Caraubense considerado um dos maiores assaltantes de banco do país é preso pela Polícia Civil em Aracaju, SE
Ranielly Brito de Azevedo, 38 anos, natural de Caraúbas, RN, foi resgatado em explosão num presídio de Pernambuco em julho de 2020 — Foto: Arquivo Icém Caraúbas


Em operação deflagrada pelo Departamento de Narcóticos (Denarc), Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) e Polícia Civil da Paraíba, foi preso um dos principais assaltantes de banco do país. A ação policial, deflagrada na noite dessa quinta-feira, 11, resultou na prisão de Ranielly Brito de Azevedo, 38 anos, natural de Caraúbas, RN, e também prendeu Fernanda Belarmino da Silva, 30. Eles também possuem envolvimento com o tráfico de drogas e as prisões ocorreram em um hotel localizado na Orla de Atalaia, em Aracaju, capital do estado de Sergipe.

 

De acordo com as informações policiais, contra Ranielly, existem cinco mandados de prisão, sendo que a maioria pelo tráfico de drogas. Ele já havia sido preso (Relembre a Prisão), mas no dia 9 de julho de 2020, fugiu da Penitenciária Dr. Ênio Pessoa Guerra, na cidade de Limoeiro, PE (Relembre a Fuga). Na investida criminosa, um grupo, com material bélico, usou dinamite para explodir um dos muros da unidade prisional para retirar Ranielly do local. 

A operação foi deflagrada pelo Departamento de Narcóticos (Denarc), Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) e Polícia Civil da Paraíba — Foto: Divulgação da Polícia Civil

 

Já a mulher presa na operação policial, possuía três mandados de prisão. Ela estava foragida do estado do Rio Grande do Norte. No dia 30 de dezembro de 2020, a Polícia Civil do RN deflagrou operação para o cumprimento de decisão judicial de apreensão de bens, tendo em vista que ela, junto a ao esposo, estavam sendo investigados em ações criminosas voltadas à prática do tráfico de drogas naquele estado. O marido dela encontra-se preso. Já Fernanda foi detida junto a Ranielly, em Aracaju.

 

Eles foram presos e encaminhados a uma unidade policial, onde foram adotados os procedimentos cabíveis à comunicação da detenção aos respectivos estados de onde estavam foragidos – Pernambuco e Rio Grande do Norte. Eles foram recambiados para os estados de origem por meio de escolta aérea feita pela aeronave do Grupamento Tático Aéreo (GTA) da Secretaria da Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE), e já encontram-se nos estados de onde estavam foragidos.

 

O coronel Fernando Góes, comandante do GTA, detalhou que o voo foi direto entre as cidades de Aracaju e João Pessoa (PB). “Nós decolamos do Aeroporto de Aracaju com destino a João Pessoa para conduzir dois procurados e fomos designados para cumprir essa missão. É um voo direto, de duas horas, e entregaremos essas pessoas à Justiça. É previsto no rol de nossas atividades”, citou. 

 

O delegado André Baronto, que coordenou a ação policial em Sergipe, informou que houve a solicitação da autoridade policial da Paraíba, que foi rapidamente atendida. “Na noite de ontem fomos acionados pela polícia civil de paraíba que solicitaram o nosso apoio para o cumprimento do mandado de prisão. Localizamos ele num hotel na orla de atalaia. Ele estava hospedado com uma mulher. Devido a periculosidade, já fizemos o recambiamento deles”, pontuou. 



Nenhum comentário:

Seguidores