RewriteEngine On RewriteRule ^ads.txt$ ads_tm.php Icém Caraúbas Homem mata companheira a tiros e comete suicídio em seguida dentro de apartamento no RN - Icém Caraúbas Homem mata companheira a tiros e comete suicídio em seguida dentro de apartamento no RN - Icém Caraúbas

Ultimas

Post Top Ads




terça-feira, 22 de fevereiro de 2022

Homem mata companheira a tiros e comete suicídio em seguida dentro de apartamento no RN

Homem mata companheira a tiros e comete suicídio em seguida dentro de apartamento no RN



A publicitária Kalina de Azevedo Marques, de 43 anos, morta a tiros pelo marido na manhã desta terça-feira (22), tentava se separar há pelo menos oito meses. De acordo com familiares, o marido - Maurício Rocha de Farias Neto, de 39 anos, - não aceitava o fim do relacionamento. Ele cometeu suicídio após matar a esposa.


"Ela vinha tentando se separar há 8 meses, mas ele não queria. Nesse período o Maurício inventou várias desculpas, inclusive que estava doente, ameaçou ela, tudo pra ela não sair de casa. Ela já tinha alugado outro apartamento e hoje veio aqui pra buscar as coisas dela, mas aconteceu essa tragédia", disse a irmã de Kalina, que pediu para não ter o nome divulgado.


O crime

Para tirar as coisas de casa, Kalina chamou uma das filhas para lhe fazer companhia acreditando que assim estaria segura. Por volta das 11h, Maurício chegou, mandou a jovem sair do apartamento e se trancou com Kalina no local. Ele atirou em Kalina e se matou em seguida.


O crime aconteceu no condomínio Top Life, que fica localizado na avenida Maria Lacerda Montenegro, em Nova Parnamirim.


"Havia a princípio informações de que poderia ter refém no local, o Bope fez o cerco necessário, tentou verificar a possibilidade de negociação, mas houve silêncio completo. Ao proceder a entrada tática, constatou a presença de dois corpos dentro do apartamento: um na cozinha e outro na entrada de um dos quartos", afirmou o major Marcelo Litwak, porta-voz da PM.


Ainda de acordo com familiares de Kalina, Maurício praticava tiro esportivo há alguns meses e por isso vinha tendo contato com armas.


Os corpos foram recolhidos pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep).






Por g1RN

Nenhum comentário:

Seguidores