Icém Caraúbas Homem é morto a tiros na Grande Natal; mãe diz que conselhos não foram ouvidos: “Morreu de graça” - Icém Caraúbas Homem é morto a tiros na Grande Natal; mãe diz que conselhos não foram ouvidos: “Morreu de graça” - Icém Caraúbas

Ultimas

Post Top Ads




quarta-feira, 27 de julho de 2022

Homem é morto a tiros na Grande Natal; mãe diz que conselhos não foram ouvidos: “Morreu de graça”




Um homem foi assassinado a tiros no bairro Novo Horizonte, em Ceará-Mirim, na noite dessa terça-feira (26). A vítima foi identificada como José Flávio do Nascimento, de 42 anos. O crime aconteceu dentro de um imóvel de propriedade do homem. Segundo a Polícia Civil, o homem não morava no local, mas costumava ir à casa para realizar pequenas manutenções.


Ao chegar no imóvel, ele foi morto com pelo menos sete disparos, inclusive na região da cabeça. José Flávio era usuário de drogas. O delegado Marcos Vinícius, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), apontou que a motivação para o crime pode ter relação com esse fato.


“Acerto de contas, dívidas de drogas. A gente tem um percentual alto de crimes motivados pela questão da droga, no tráfico ou no próprio consumo. Pode não ter sido essa motivação, mas é um ponto para não se deixar de lado”, falou o delegado.


O que chama a atenção no crime é que a vítima estaria com o filho pouco antes do crime. No entanto, segundo o delegado, o parente não estava no local após a chegada dos policiais e não foi ouvido durante as primeiras investigações. O caso vai ser investigado pela a DHPP. Ninguém foi preso.


“O que nós temos é uma história ainda desencontrada. Parece que ele estava com o filho e momentos antes. Nesse momento é que a história fica divergente. Ele supostamente teria saído e escutado os tiros. Quando foi verificar, o pai já estava morto. Por outro lado, ninguém sabe em que momento ele saiu, não conseguimos entrevistá-lo, ele não estava aqui. Precisamos conversar com ele para entender esse momento do crime”, contou.


A mãe de José Flávio lamentou a morte e revelou que conselhos não faltaram. “Era um pai bom, muito trabalhador, pai de família, pintor. Ele trabalhava para manter o vício dele. Quando a gente dá conselho e não toma, a gente não pode fazer nada. Só sei que ele perdeu a vida de graça”, disse.


Portal da Tropical

Nenhum comentário:

Seguidores